SEB, Passaredo e Nestlé investem alto em novos produtos

A palavra otimismo volta a fazer parte do vocabulário dos empresários em Ribeirão Preto

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Gabriela Virdes

Arte / A Cidade

 

A inauguração da Concept e a recompra do sistema Pueri Domus pelo grupo SEB. A abertura de novas bases e aquisição de duas novas aeronaves pela Passaredo. E a inauguração da nova fabrica da Nestlé Purina, mostram que as grandes empresas seguem investindo e são as propulsoras do movimento de retomada em 2017.

Com isso, a palavra otimismo volta a fazer parte do vocabulário dos empresários. “As empresas estão enxergando que o cenário recessivo está mudando para estável com pequeno crescimento, o que faz com que os investimentos sejam retomados”, explica o economista e professor da FEA/USP-RP Edgard Monforte Merlo.

Em 2016 até o início deste ano, o Grupo SEB destinou mais de R$ 300 milhões em investimentos (confira o infográfico). “São ativos estratégicos”, afirma Thamila Zaher, diretora-executiva do grupo. “Todos pautados na constância de educação de qualidade e na excelência.”

Thamila frisa que, mesmo em momentos de crise, a empresa cresceu. E que os investimentos são fundamentais para se criar uma base sólida e se preparar para o crescimento e passos mais longos.
“Investir é a chave do sucesso. São esses movimentos que garantem estar na liderança”, comenta a diretora executiva, que se diz otimista com a retomada do Brasil e em sua recuperação nos próximos dois anos. “Sabemos que começará lenta, mas irá acontecer”, completa.

Para ela, as grandes empresas são propulsores desse movimento de retomada do País. “Somos a empresa de educação que mais vai investir no Brasil neste triênio. Até 2018 seguiremos com os investimentos de forma acelerada.”

Vale do Silício

Depois de anos de pesquisa, visitas a projetos educacionais de vários países e investimentos de R$ 150 milhões, o grupo SEB inaugurou neste mês as duas primeiras escolas da Concept. Ainda para este ano, o objetivo é abrir mais duas unidades em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Já para 2018, o plano é ainda mais ambicioso: chegar ao Vale do Silício, nos Estados Unidos. “Estar no Vale do Silício não é só sonho, já está em processo. Vamos fazer o lançamento da Concept nos Estados Unidos nos próximos dois anos”, finaliza Thamila Zaher.  

Passaredo planeja novas bases e mais aeronaves

A Passaredo Linhas Aéreas também segue a tendência de retomada dos investimentos. O planejamento para este ano é de abertura de novas bases e aquisição de duas novas aeronaves.

“A ideia é aumentar a malha aérea para outras localidades, incluindo Estados como Paraná e Mato Grosso. E, adquirir mais duas aeronaves para conseguir atender cerca de 25 cidades”, afirma Adalberto Bogsan, presidente da Passaredo.

Hoje, a companhia conta com oito aeronaves e atende 19 cidades. “Estou confiante. Acredito que o mercado precisa reagir em 2017 e as empresas, de todos os setores, estão necessitando dessa recuperação econômica”, diz.

Segundo Bogsan, a confiança no mercado é fundamental. “E a melhora dos indicadores pode ajudar a impulsionar ainda mais.”

Análise - ‘O cenário passou de recessão para estável’

Esse otimismo é contagiante. A partir do momento em que se estabiliza a inflação, deixa de ter transferência de renda. Soma-se a isso a queda das taxas de juros. Assim, traz um cenário de certa estabilidade  e crescimento gradual, que é o que o empresário espera para voltar a investir. E ele precisa desse investimento, para manter-se competitivo, senão abre espaço para outro ocupar o nicho de mercado. 

O que sabemos é que esse ano não será ruim. O cenário passou de recessão para estável com pequeno crescimento, o que muda a postura dos empresários, que voltam a investir. A estabilidade dos indicadores econômicos e a competição são positivos para a retomada. E o fato de ter as grandes empresas mostrando a confiança na retomada e os altos investimentos, acaba puxando o mercado para cima e gera esse ciclo virtuoso. Edgard Monforte Merlo, economista e professor da FEA/USP-RP.

 


0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.