Para aumentar a produtividade, sinuca e videogame

Empresas de tecnologia apostam na união entre lazer e trabalho; modelos são inspirados nos gigantes Google e Facebook

    • Araraquara.com
    • Tom Oliveira
Marcos Leandro
descontração Funcionários têm à disposição duas salas de jogos (Foto Marcos Leandro)



Em um mercado cada vez mais acirrado no setor de tecnologia da informação, as empresas do ramo estão adaptando os locais de trabalho e transformando-os em ‘áreas de escape’ para seus funcionários.
A inspiração vem de gigantes do ramo, como Google e Facebook, que usam o sistema de ‘descompressão’ de seus funcionários desde a inauguração.

Em Araraquara, não é diferente. Além da decoração ousada e colorida, a S2IT possui duas salas para descontração de seus 140 colaboradores. Esses espaços contam com mesas de sinuca, de pebolim, xadrez, violão, puffs para descanso e os objetos mais requisitados: os quatro videogames PlayStation 4 e Xbox.

Marcos Leandro
tendência Carlos Oliveira afirma que modelo inovador deve crescer no futuro

Tudo isso fica à disposição dos funcionários a todo o momento. Sim, isso mesmo. Se alguém quiser ‘dar uma relaxada’ no horário de trabalho, tranquilo. Tudo liberado.

O ‘modelo Google’ é uma tendência pelo mundo, principalmente em empresas de tecnologia, aponta Carlos Oliveira, presidente da S2IT.  “A essência do nosso trabalho são as pessoas, por isso investir no bem-estar delas é investir em produtividade. Está comprovado que funcionário motivado produz muito mais e melhor”, observa.

A produtividade - Parece meio estranho esse modelo de gestão do trabalho, mas funciona. O principal fator é a responsabilidade de cada funcionário com sua função e sua meta a cumprir. Dessa forma, não há desorganização ou queda no desempenho.

Por outro lado, isso também não significa que os colaboradores tenham que ‘morar’ na empresa. Apesar de flexível, o horário de trabalho é de 8 horas por dia, como a maioria dos empregos exige. “Na macrorregião, não há iniciativa parecida”, garante o presidente.

Mais interação - A empresa de tecnologia de Araraquara fica na cobertura do edifício América. A nova sede custou R$ 2,8 milhões. “Antes, a equipe ficava dividida em seis andares. Agora todos estão num único andar, o que potencializa a interação e troca de informação entre funcionários de todos os níveis e setores”, explica Miguel Lucas, gerente de RH da empresa.

Marcos Leandro
diversão Horário de almoço é ‘o momento’ para uma partidinha no videogame (Marcos Leandro)

Modelo diferenciado ‘segura’ jovens talentos - Com idade média de 29 anos, os funcionários da empresa araraquarense, em sua maioria, fazem parte da ‘Geração Y’, que nasceu após os anos 80 e que cresceu ligada às inovações tecnológicas. No entanto, essa turma também tem o ‘costume’ de migrar de emprego em emprego.

Para o presidente da empresa, Carlos Oliveira, esse modelo de organização corporativa ‘segura’ mais os jovens talentos. “A saída de alguém é muito problemática. Custa demais treinar e repor um bom funcionário”, aponta.

Dentre outras ações diferenciadas estão a organização de festas e confraternizações entre funcionários e familiares e o investimento em ideias inovadoras de seus empregados.

De acordo com Oliveira, há um programa de estágio e uma incubadora de projetos que tem atraído talentos, posteriormente, contratados em definitivo. Nos próximos dias 16 e 17, haverá a primeira ‘Hackatona’, uma maratona de 24 horas de criação e codificação para seus programadores, divididos em grupos de cinco. “Além de incentivar o desenvolvimento de novos projetos, daremos aos vencedores um PlayStation 4 cada”, finaliza o presidente.


2 Comentário(s)

Comentário

Ronaldo

Publicado:

Concordo com o Jose Gomes

Comentário

Jose Gomes

Publicado:

Entretanto, quanto é que você está ganhando? Acorde para a vida! Agências com mesa de sinuca, totó, chocolates à vontade, cafezinho expresso, pula-pula e vídeo-games significam apenas que você está pagando por tudo aquilo e que o seu salário, ao final do mês, sentirá a pancada.